A Sucrolat

Annie-SucrolatMe encantei pelos doces quando ainda era pequena, vendo minha mãe dar vida aos bolos caseiros mais lindos do mundo. Achava incrível a capacidade de uma clara se transformar em neve.

Iniciei os trabalhos, ajudando minha mãe preparar o almoço para minha família aos domingos. Cada dia era um novo aprendizado, fosse na preparação do “Brigadeirão da vovó”, na “Mousse de Maracujá do papai” ou até mesmo na “Calda de Brigadeiro da mamãe”.

Pouco a pouco, fui criando a paixão pela cozinha.

Durante um período na minha adolescência, morei fora e naquele curso de inglês no interior da Inglaterra quem diria que uma das opções de aula seria a de culinária. Nada programado. Preparávamos doces para o lanche do dia a dia das crianças da escola, desde a geleia de frutas vermelhas até a massa do biscoito.

Sucrolat-montagemO amor só aumentava.

Chegou o momento da escolha do curso do vestibular. Medicina ou gastronomia? Optei pela gastronomia (medicina ainda é um amor à parte) e, mais tarde, me formaria em Publicidade.

Hoje, reproduzo meu amor em tudo que faço, em cada brigadeiro ou até em cada bolo com clara que vira neve. Porque desde o inicio, foi assim que meus pais me ensinaram.

– Annie